domingo, 5 de fevereiro de 2012

Lâmina da Alma


Lâmina da Alma
24/11/10 quarta-feira

Perdoa-me!
Minha espada corta sua alma
A lembrança dela é que me acalma
Meus pecados não têm redenção

Perdoa-me!
Eu sei que esse caminho é devastador
Que poder sem justiça não faz amor
Minha armadura é uma mera proteção

Perdoa-me!
Fui responsável, perca abominável
De incontáveis vidas, fera indomável
O Pesadelo é minha perdição

Perdoa-me!
Essa maldição que surgiu é culpa minha
Sou apenas mais um paladino que caminha
Procurando aquela que me dê salvação

Perdoa-me!
Eu não desejo uma falsa salvação
Aposto minha alma em minha lâmina
Será que aquela dama me dará o seu perdão?

Helder Henrique do Nascimento Peres