quinta-feira, 15 de março de 2012

Nu Artístico

Nu Artístico

Arapongas, 15/03/2012 22:16

E quando eu te perguntei se você lia essas revistas que você vende
Eu realmente queria saber se você era um cara pervertido ou se tinha a mente aberta
No entanto eu fiquei surpreso com a sua resposta cara, e por isso fiquei pensando
 Vê se me entende!Eu não sei se concordo com você, ou acho uma solução mais esperta!

Eu sei que todo o ser humano tem as suas necessidades carnais e espirituais
Mas as carnais são mais evidentes e explicitas do que as do espírito
Não sei se ao ler você mata a sua vontade pessoal, ou age como um egoísta geral
Então, não posso dizer exatamente se está certo ou errado, por que nisso não vejo mal

Confesso que fico triste ao ver que as coisas românticas não são vendidas tão bem
Que os assuntos eróticos, dominam a cabeça dos brasileiros mais do que piolho
Que as revistas de ecologia, ciência, romance, ou aventura não chegam aos pés das eróticas
E que a gente que tem amor no coração é a mesma coisa que um peixe sem molho

Só você cara, me disse que na verdade o que mais vende nessas revistas não é a putaria
E sim o, embora injustiçado e humilde, porém refinado, teor artístico desta iguaria
Que embora as mentes infantis não consigam apreciar a graciosa e delicada maestria
Que residem nestas páginas de pura sedução suave. Pode não parecer, mas é uma grande ironia!

Só que eu te pergunto pô! Que ironia é essa? Onde está esta simetria?
Daí vos mercê me responde que á arte que nos faz pervertidos, é tão refinada e sofisticada
Que em certo momento deixou de ser vulgar! Que é pura poesia que se esconde em cada canto!
Que faz o justo virar um poeta, e um poeta virar um santo!Essa é a verdade mascarada!

Você acha que eles fazem essas revistas por falta de prazer?
Que elas só pensam nos lucros e só em vender?
Claro que não meu amigo, existe algo muito mais nobre e paladino nessas musas “peladinas”
É cada canto do seu corpo sendo mostrado, e em alguns casos até conectado com outro ás vias!

É muito mais do que simples prazer carnal! É a confiança que essas pessoas têm em se entregar!
Se entregar visualmente ás outras! De explorar um sentimento gostoso escondido em seu ser!
É entregar um pouco de sua experiência para que o próximo possa sonhar!
Não é apenas sentir bem na hora do prazer, mas olhar, imaginar e reviver!

Só que meu amigo, eu não se concordo com isso! Foi isso que você me disse
Mas eu não consigo engolir esse papo de se entregar e sonhar
 Acho que é tudo para lucrar e enganar! Errado posso estar, só que isso não me deixa duvidas no ar!
Tenho certeza que muita gente concordaria comigo, mesmo que ser certo hoje é maluquice!


Então continuo á te dizer, não importa aonde eu vou
Seja lá aonde eu vá, isso ainda é e será pornô
Só que aí você me interrompe de um jeito místico
Sua alegação agora, é que isso não é pornô, e sim pornô artístico!

Se for pornô artístico a nova moda, então devo mudar o titulo da poesia
Mas acho que não, pois as mentes mais fracas podem ficar ofendidas
Não quero que o local onde vivo fique infestado de pura heresia
Só quero saber onde estão as boas moças perdidas!

Eu só não entendo por que você me diz isso:
“Não mude não Helder, deixe no lugar de pornô, mesmo a palavra ‘nu’
E se alguém achar ruim com você, meu chapa
Que a mande tomar no azul”

Helder Henrique do Nascimento Peres 22:56