quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Para Ana

Para Ana

Eu Le digo minha amiga Ana
O seu sorriso não me engana
Pois suas intenções, eu vejo em seu olhar
É bem claro que anseias em amar

Tua face é tão macia
Sua vos é uma doce sinfonia
Sua mão é suave ao segurar
Nossos braços são feitos para nos entrelaçar

A pouco tempo te conheço
Sei que tua confiança eu não mereço
Mas tanto já sofremos separados
Por outras pessoas vans fomos enganados

Eu desejo uma moça séria
Uma que não esteja interessada só na  matéria
Você procura um rapaz que te de valor
E pouca se importa se ele sente amor

Então percebo que não quero te perder
Mesmo que com os sentimentos precisamos correr
Ainda irei te conquistar devagarzinho
E te mostrar que é bom demonstrar carinho

Pouco a pouco confio em você
Pois sua beleza eu não quero perder
Quero muito te namorar agora
Antes que ao sair de férias vá embora

Afinal eu comecei segurando seu braço
Formando um simples, mas belo laço
Depois  de repente segurei sua mão
Esperando ganhar uma retribuição

Com o meu dedinho
Em sua mão fez carinho
E você de leve correspondeu
Foi um simples acariciar, nem sei se você  o percebeu.

Talvez você não se lembre
 Desse simples detalhe
Mas antes que tua memória falhe
Queria dizer que gostei muito

Todavia, foi uma reles
E insiguinificante demonstração
Mas saiba que é mais do que eu ganhei
Em dois meses de desilusão




Não percamos esse lance
Vamos começar este romance
Pois as mãos de uma bela moça
Não vale a pena se desgastar com louça

Embora você me veja
Como um simples amiguinho
Vamos agir como se fosse algo sério
Porque nem tu nem eu mesmo queremos ficar sozinho

HELDER HENRIQUE