sábado, 24 de setembro de 2011

Localização Exata

Localização Exata
Rua Maguari Nº X, Conjunto Padre Chico, Arapongas, Paraná, Brasil
América do Sul, Continente Americano, Planeta Terra, Sistema Solar, Via Láctea, Terra 1992.  24/09/2011 10: 30

Eu estou aqui, por favor, venha me amar, estou aqui para te agradar
Tenho um metro e oitenta e sete para te entregar
E treze centímetros de altura e nove de largura batendo puramente para te sentir
E vinte e um centímetros para segurar a sua mão e não te deixar cair

Meus olhos são castanhos, assim como os seus
Minha pele é branca levemente bronzeada
Meus cabelos são pretos, da mesma cor que seus longos cabelos de menina
Somos diferentes no gênero, mas somos iguais, como namorado e namorada

Eu quero amar alguém e você também 
Você quer casar e eu uma família formar
Quero me divertir, de maneira saudável e você menina, ser amável
Você passear pelos bosques da vida e eu no meu colo te carregar

Eu moro no Brasil, mas não me corrompi por esse povo vil
Você não é filha de nobreza, mas mesmo assim parece uma princesa
Essa ursinha de pelúcia, essa dama de açúcar, essa amiguinha de bom coração
Essa é quem você, e eu apenas o escritor de poesias

Por isso estou aqui, na rua maguari
No conjunto menos rico, Padre Chico
E sem mais delongas, na cidade de Arapongas
No melhor Estado que há, no Paraná
No país com círculo com dor de anil, República Federativa do Brasil

Na parte mais pobre pra chuchu, América do Sul
Vivendo sobre domínio soberano, Continente Americano
No planeta azul do lado do e dominado pela guerra, Planeta Terra
Vagando pelo espaço sem parar, no Sistema Solar

Neste lado da aliança galáctica, Na Via Láctea
Perto da decêmpeda, Nebulosa de Andrômeda
Vivendo sobre costumes como os seus, No universo de Deus
E antes que o poema acabe agora você já sabe

Sabe exatamente onde estou e por isso venha logo me encontrar minha:
Ursinha de Pelúcia, Poetisa, Dama de Açúcar, Amiguinha de Bom Coração, Giovanna Savoia
Venha logo me abraçar e me namorar por que estou, estou cheio de energia poética
Que quero gastar com você, para todo o sempre, menininha sem paranóia

Helder Henrique do Nascimento Peres
Poesia assinada ás 11:43