quarta-feira, 6 de julho de 2011

“Como ser o melhor namorado do mundo!” – parte 5 (como ser um bom namorado-- parte cinco)

“Como ser o melhor namorado do mundo!” – parte 5
(como ser um bom namorado-- parte cinco)
Arapongas, 25/03/11
Como disse muitas vezes, você não precisa
Me retribuir, nem com carinho, ou ações
Tudo o que eu faço para manter nossa relação
Tudo o que faço para unir nossos corações

Afinal eu só tenho simples emoções
Quase ninguém dá valor para isso hoje em dia
E não espero que tu sejas diferente, linda
Afinal sou só eu que resisto ainda

Não se preocupe, sei muito bem agüentar
Esse comportamento frio e preguiçoso
Sei que sou um rapaz romântico e carinhoso
Sei também que você não me acha precioso

Entendo o seu orgulho feminino
Às vezes quero que você engula-o
Mas isso é só um breve momento de desespero
No que me consta, fui eu que escolhi esse braseiro

Este braseiro que é seu ataque de fúria
Tratando mal o único homem que te quer bem
Mas eu amo esse seu coração de gelo
Amo suas olheiras, pele, olhos castanhos e seu cabelo
Te amo do jeitinho que você é
Mesmo você sendo uma boneca de pano sem vontade
Que espere que só eu torne tudo realidade
E que só sabe querer repelir meu sentimento

Mas mesmo assim eu não lamento
Todavia sem o que você tem lá dentro
Deve ser o orgulho feminista mais infantil
Querendo mandar todo o rapaz pra P. Q. P!@#$$%-riu

Minha doce fofinha
Minha bípede gatinha
Não importa o quanto você pareça estar
Sempre pedindo tempo em namorar

Acredito em sua suave palavra
Que diz que seu jeito distante é sua personalidade
Nesse caso, não tenho o que desconfiar
E acredito que no fundo, você esteja a me amar

Deve ser paranóia minha, mas insisto
Que deve haver um código internacional feminino
Que deve desconfiar de todo menino
Por mais, bom, leal e romântico que ele seja



Mas mesmo assim pego esse exemplo para
Cada vez mais interiormente crescer
Antes que você um dia possa entender
Quão complexo é o sentimento por você

Tudo de bom e de ruim fez com que eu melhorasse
E juntando que eu te amo desde o primeiro janeiro
Que nos encontramos, e demos nosso beijo primeiro
Sendo assim acho que sou o melhor namorado do mundo inteiro!

Helder Henrique do N. Peres