sexta-feira, 29 de julho de 2011

Mentirosas garotas da Caixa da Verdade

Mentirosas garotas da Caixa da Verdade

Arapongas, 29/07/2011 00:21

Pobres garotas, que só sabem mentir para si mesmas
Dizendo coisas sem sentido, de forma vagarosa como as lesmas
Que nem ao menos têm criatividade de criar algo do coração
Preferem copiar e colar, copiar e colar, copiar e colar, em uma repetição

Essas garotas COVARDES que só se sentem poderosas atrás de um teclado
Que não tem caráter de mulher para dizer o que escrevem na cara
Elas acham que assim vão estar em igualdade com o homem relaxado
Mas, sinto muito, essa atitude só lhe trará uma vergonha que não para

Não para de crescer, de tamanha idiotice de adolescente
Você, moça formosa que deveria ser inteligente
Fica ai, passando cantadas tolas, como se fosse uma demente
Ao invés de ouvir o seu coração e fazer as coisas naturalmente

Saiba que ninguém quer uma namorada robô, que só sabe copiar
Ninguém quer uma boneca de pano, sem vida, que não saiba amar
Estou aqui neste lugar digital, por que eu verdadeiramente quero namorar
Por isso, fêmea preciosa da espécie humana, esteja a facilitar



Por que vocês não começam a falar o que escrevem olhando nos olhos
Se é que querem ser respeitadas como toda mulher deve ser
Não sejam pirralhas covardes que só sabem sentir vergonha de agir de frente
Parem de ficar só se escondendo através de uma tela, e deixe algo acontecer

Por, isso pra vocês, mentirosas garotas da Caixa da Verdade
Eu digo que mudem de atitude, se quiserem que as coisas mudem para melhor
Parem de agir como esses brutamontes babacas sem noção
E voltem a agir como uma parceira que segura nossa mão

Helder Henrique do Nascimento Peres 00:41